Mais Acessados

Zeca Pagodinho é condenado a três anos de detenção por envolvimento em fraudes

A Justiça condenou Zeca Pagodinho a três anos de detenção por envolvimento em fraudes de contrato por dois shows realizados em Brasília no ano de 2008. O cantor teve a pena convertida em prestação de serviço à comunidade e pagamento de multa, com valor a ser definido pela Justiça. 
 
De acordo com a Secretaria de Comunicação do Ministério Público do Distrito Federal, o nome do sambista e de outras quatros pessoas estão envolvidas no esquema. César Augusto Gonçalves, Ivan Valadares de Castro e Luiz Bandeira da Rocha Filho ocupavam cargos na extinta Empresa Brasiliense de Turismo (Brasiliatur) foram condenados a quatro anos e oito meses de detenção em regime semiaberto e pagamento de multa no valor total de 2% dos dois contratos.
 
Além deles, Aldeyr do Carmo Cantuares, representante da empresa Star Comércio, Locação e Serviços Gerais Ltda., recebeu condenação de 3 anos e 6 meses de detenção em regime aberto e a pagamento de multa no valor de 2% dos dois contratos.
 
As investigações do Ministério Público revelaram que houve superfaturamento na contratação de dois shows. Na apresentação durante a 15ª ExpoAgro, foram gastos R$170 mil apenas para o pagamento do cachê de Zeca. Poucos meses antes, os custos chegaram a cerca de R$200 mil pelo cachê artístico e outros serviços.

A outra fraude foi identificada na show do aniversário de Brasília, quando foi pago o valor de R$ 120 mil por apenas 45 minutos no palco, sendo que valor semelhante foi cobrado para uma apresentação de uma hora e meia.

A defesa do artista explicou, em entrevista ao Ego, que ele não teve participação ou ingerência no processo administrativo que entendeu ser necessária licitação para a sua contratação.
Comentários
Luis Pagodão.Net - Todos os Direitos Reservados. "Tudo é do Pai"